Export Home aposta na exclusividade das marcas portuguesas nos mercados externos 17.02.2015
O evento surge, este ano, com novos espaços e mais comprometido com o cosmopolitismo da cidade do Porto, enquanto destino turístico de excelência.
A Export Home, a maior feira de mobiliário em Portugal, apresenta-se este ano com um figurino renovado e em torno de um conceito igualmente inovador: o de “ser português”. Assim, entre os dias 4 e 7 de março, a Exponor – Feira Internacional do Porto será a grande montra das marcas portuguesas do setor do mobiliário, iluminação e decoração, que apostam na sua afirmação externa, através da qualidade e exclusividade dos seus produtos.

“Ao cabo de 26 anos de existência, a Export Home assume-se como uma mostra de tendências, alinhada com os novos desafios das marcas portuguesas e apresenta-se como um parceiro da divulgação da qualidade da oferta nacional”, salienta António Proença, diretor do certame, salientando a “vocação exportadora” de uma feira exclusivamente dedicada a profissionais e que, em Portugal – acrescenta – “é, desde há muito, uma referência numa fileira que já tem um peso considerável na economia do país”.

Um mercado em crescimento

A ‘fileira casa’ representa 56 mil postos de trabalho, estando globalmente avaliada em 2,4 mil milhões de euros. As exportações ascendem a 2,2 mil milhões de euros e o seu peso no total das exportações nacionais é de 4,7%.

Com uma evolução positiva tanto ao nível do aumento da sua quota nas exportações como do crescimento no mercado mundial, este setor exporta para 174 mercados, três dos quais – espanhol, francês e angolano – absorvem 53,3% do total do volume exportado.

Na base do sucesso reside a aposta no know-how das empresas portuguesas, a elevada qualidade dos produtos, a versatilidade de estilos, a incorporação de modernas tecnologias de produção, um design caracterizado por linhas exclusivas e a criteriosa seleção de matérias-primas.

“A participação das empresas portugueses na Export Home potencia a divulgação da qualidade dos seus produtos e marcas, permitindo, ao mesmo tempo, estabelecer contactos com um leque variado de empresários estrangeiros com vista à concretização de futuros negócios”, acentua o mesmo responsável.

O ‘Program International Buyers’ tem vindo, de resto, a assumir-se, ao longo dos últimos anos, como instrumento dessa interrelação e elemento facilitador da aproximação entre marcas e potenciais compradores, o que, na prática, se tem traduzido no aumento do número de visitantes estrangeiros.

Aliás, de acordo com dados do INE, o valor das exportações só ao nível do sector de mobiliário e colchoaria efectuadas no período compreendido entre janeiro e dezembro de 2014 aumentou 13%, em termos acumulados homólogos, totalizando 1.388 milhões de euros.

Novos espaços – símbolos da portugalidade e distinção

A Export Home terá, este ano, uma programação mais comprometida com a própria cidade, traduzindo-se em diversas iniciativas que privilegiam a tradição gastronómica e cultural do Porto e que contam com a participação de entidades ligadas à restauração e às artes. Assim os muitos milhares visitantes esperados vão poder, para além de fazer negócio com os mais de cem expositores presentes, interagir com outras áreas. A dinâmica cultural e turística da cidade do Porto – eleita como o “Melhor Destino Europeu 2014” – será espelhada nos espaços exclusivamente criados para o efeito no certame.

Para além do espaço showroom, a Export Home 2015 contará, este ano, com o Espaço Bizzness, propiciador da partilha de ideias e interação entre empresários; o Skape / Culture & Lifestyle, zona convidativa à descontração e manifestação cultural; o Portugal Taste orientado para a harmonização entre negócios e gastronomia com a degustação do melhor dos sabores portugueses; o espaço Eat & Drink, que será a área da alimentação, o Hub Point, um espaço dedicado ao networking, apostando na relação entre expositores e visitantes e, finalmente, o Concept.zone, um setor destinado a conhecer as últimas inovações e tendências de mercado.



Fonte: EXPONOR
<< voltar