Negócios do mar traçam rotas competitivas para Portugal 03.05.2012
São quatro as grandes temáticas que dinamizarão o programa de conferências do FÓRUM DO MAR 2012, de encontro marcado com os agentes do sector para a semana (de 10 a 12), na EXPONOR – Feira Internacional do Porto.


Tecnologias energéticas “offshore”, cooperação científica e económica inter-regional no espaço europeu, segurança marítima e internacionalização da economia do mar constituem as «boias de sinalização» do debate, sob organização do Observatório Tecnológico para as Energias Offshore (OTEO), do Projecto KIMERAA, do INESC Tecnologia e Ciência (Laboratório Associado do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto) e da Oceano XXI - Associação para o Conhecimento e Economia do Mar, respetivamente. O FÓRUM DO MAR, recorde-se, resulta de um protocolo de colaboração entre a Associação Empresarial de Portugal (AEP), a EXPONOR e a Oceano XXI. Para além da Feira Internacional do Conhecimento e Economia do Mar e das Conferências do Mar, o evento, que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República, contempla encontros de negócio com decisores e compradores nacionais e internacionais dos segmentos representados no certame.

Até ao momento, a Organização conseguiu confirmar a deslocação de comitivas empresariais representativas de 10 países - Espanha, Alemanha, Reino Unido, Irlanda, Holanda, Dinamarca, Noruega, Polónia, Turquia e Brasil -, em busca de oportunidades de investimento e intercâmbio comercial.

Os empresários que visitarão o certame representam várias áreas de interesse, entre as quais se encontram a energia das ondas, a energia eólica, a biotecnologia marinha, a aquacultura, o processamento de pescado, a construção e reparação naval, a engenharia marítima, a investigação e desenvolvimento, a robótica e outras soluções tecnológicas, a administração portuária e a busca e salvamento.

Fonte: Exponor
<< voltar