Qualidade e rigor português validados por compradores internacionais 28.02.2012
A qualidade, o rigor e o preço são alguns dos predicados que os compradores internacionais atribuíram ao produto português.
A Federação Russa, mas também a Escandinávia (Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia), a vizinha Espanha e as estreantes Nigéria, Chipre e Cazaquistão constaram de uma lista de mercados - oriundos de 25 países - que integram o mapa de visitas à EXPORT HOME - Mobiliário, Iluminação, Têxteis Lar e Artigos de Casa para a Exportação e à INTERDECORAÇÃO - Casa, Hotelaria, Decoração e Brinde, que decorreu de 15 a 19 de Fevereiro.

Aptas a firmarem as oportunidades de negócio estiveram 250 empresas produtoras nacionais de mobiliário e decoração. O denominador comum destas empresas foi mesmo o contacto, na maioria dos casos determinante, com o mercado externo na feira. E foram perto de mil as visitas profissionais internacionais, num total de 22.040 que carimbaram o passaporte na EXPONOR. A produção nacional passou com distinção na avaliação dos compradores estrangeiros. Em Portugal, falamos de um sector que representa 1% do PIB, com mais de 30 mil trabalhadores, e exporta 60% do que produz.

Para mais informações leia estudo da AEP (Associação Empresarial de Portugal) em www.exporthome.exponor.pt.

Fonte: EXPONOR
<< voltar